MENU (4)

Jao - Doce (Song Lyrics)

Gosto de bala em cerveja
Teto solar, zero queixas
Mentir que a gente se ama é tão bom
Órbita do teu pescoço


Doce (Song Lyrics) - Jao

Gosto de bala em cerveja
Teto solar, zero queixas
Mentir que a gente se ama é tão bom
Órbita do teu pescoço
Beijo e a língua tem gosto
Talvez é de algo que você usou

[Verso 2]
Nunca vai dar certo, não
Mas eu gosto se a gente fingir que sim
Nunca acredite no que eu te juro
Quando você tá em cima de mim


[Refrão]
Ah, mas uma coisa eu senti mudar
Desejo súbito de te encontrar
Verde-limão, várias cores, na onda do doce, estrelas do mar
E hoje eu acordei tão cedo, pra falar que eu quero abrigo
Mas não posso ser seu, oh
Hoje eu acordei tão cedo
Pra poder fugir comigo
Eu não posso ser seu, oh

[Pós-Refrão]
Eu não posso ser seu
Eu não posso ser seu
Eu não posso ser seu, oh



[Verso 3]
Na Brasil de capuz não me sinto
Sem você na garupa tão vivo
Deixa o tempo provar
Eu sou a soma do que não consigo
Algo em mim ainda tá perdido
E eu preciso encontrar

[Refrão]
Ah, mas uma coisa eu senti mudar
Desejo súbito de te encontrar
Verde-limão, várias cores, na onda do doce, estrelas do mar
Hoje eu acordei lembrando


Do que o amor já fez comigo
Eu não posso ser seu, oh

[Pós-Refrão]
Eu não posso ser seu
Eu não posso ser seu
Eu não posso ser seu, oh

[Saída]
Sem as suas mãos em outra dimensão
Um de nós vai estar em paz
Ah, mas uma coisa eu senti mudar
Mas uma coisa eu senti mudar